terça-feira, 21 de junho de 2022

Câmara aprova doação de terreno para a Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Campo Maior

Sede da Seccional da OAB Campo Maior
Foto: OAB/PI
    A Câmara de Campo Maior aprovou na Sessão da noite dessa terça-feira (21 de junho), a doação de um terreno da Prefeitura de Campo Maior para a Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil. A votação foi unânime à aprovação da doação.    



    
Segundo o Presidente da Seccional, advogado Augusto Pereira, a doação é de suma importância para a OAB, que passará a contar com um espaço próprio para acolher os advogados campo-maiorenes e "representa um avanço essa parceria com a Prefeitura de Campo Maior e a Câmara de Vereadores no fortalecimento de ações que visem ao fortalecimento da advocacia campo-maiorense e piauiense".

    Recentemente, a Câmara aprovou proposição do Vereador Antônio Wilson (MDB) priorizando nos órgãos públicos o atendimento prioritário aos advogados. Segundo o vereador, essa proposição é um antigo desejo dos advogados de Campo Maior que se ressentem do tempo que passam para serem atendidos em muitos órgãos.

    Acompanharam a votação, além do presidente da seccional, ao advogados Andreia Bandeira, Peres e Kelly Mororó. 


segunda-feira, 16 de maio de 2022

Trabalhadores e trabalhadoras em Educação fazem manifestação em Campo Maior

Professores percorrem principal avenida comercial em manifestação

Cumprindo agenda da mobilização de Greve, trabalhadores e trabalhadoras em Educação realizaram na manhã de hoje (16/05), mais uma manifestação contra o Governo do Estado. 

A concentração se deu no Mercado Público de onde, após várias falas, os manifestantes percorreram a Avenida Demerval Lobão - principal rua comercial de Campo Maior e a Avenida José Paulino, onde fizeram parada em frente à Unidade Escolar Valdivino Tito.  

Segundo os organizadores, a cada dia o movimento grevista toma corpo e tem a adesão de mais profissionais, embora o governo estadual, pressione a gestão das escolas para reiniciarem as aulas. As escolas que estão funcionando contam apenas com os  seletistas e estão com horários furados, prejudicando alunos que se deslocam para essas escolas.

Para a presidente do SINTE Regional Campo Maior, Professora Marcilene, "enquanto o Governo do Estado se recusar a abir um canal de negociação não haverá trégua", e que a "categoria está coesão e bem consciente dos prejuízos sistemáticos que o Estado tem imposto aos professores".

Confira o vídeo abaixo:




sexta-feira, 13 de maio de 2022

Imagem Portal Terra

Dia 13 de maio é dia de preto-velho na umbanda. Dia de comemorar com festa estas entidades que representam velhos negros e negras, espíritos de antepassados. Velhos escravos que voltam à terra para ajudar as pessoas, e são muito queridos pelos fiéis.

Não é à toa que o dia dessas entidades encurvadas, carregando às vezes um cajado e falando um português antigo é também a data da libertação dos escravos. Nesse dia cultuam-se os espíritos dos antepassados, dos velhos escravos que, retirados a força de suas aldeias na África e embarcados em navios negreiros,  aqui inventaram uma rica cultura que viceja até os nossos dias.

O culto aos pretos-velhos nos terreiros de umbanda representa uma inversão do que se vive no dia-a-dia da vida na nossa sociedade. No ritual eles são reverenciados. Os consulentes têm de se ajoelhar diante deles para lhes beijar a mão e receber seus conselhos porque os pretos e pretas-velhas são encurvados e sua fala estranha, mansa e baixa tem de ser ouvida de perto. 

Chamados de "Velho, Vovô ou Vovó", os termos designam pessoas sábias, vividas e bondosas. Assim, a mensagem que eles passam aos seus protegidos é sobre generosidade e, sobretudo, humildade. 

Esses espíritos de luz afirmam que as pessoas são escravas de seu próprio egoísmo, portanto, quem lhe pede uma graça, recebe resignação e caridade, as quais devem ser aceitas de coração aberto. 

quarta-feira, 11 de maio de 2022

Vereadora Mizarlea apresenta Projeto de Lei de combate às drogas


A Vereadora Mizarlea apresentou na Sessão de ontem (10/05) da Câmara Municipal Projeto de Lei que visa contribuir no combate ao uso de substâncias entorpecentes no município de Campo Maior.

O PL "dispõe sobre a obrigatoriedade de exibição de vídeos educativos antidrogas, nas aberturas de shows, eventos culturais, feiras agropecuárias e com aglomeração de pessoas e similares do Município de Campo Maior".

Na defesa do projeto, a vereadora justifica-se mediante o enorme potencial de dependência química que as drogas proporcionam, em especial, o crack. Segundo ela, especialistas afirmam que o crack, em termos de potencial para vício, supera outras drogas sendo comparável à heroína.

"Sabemos que o consumo de drogas não é apenas um caso de polícia, é responsabilidade do Estado e da Sociedade como um todo, que tem o dever de resgatar a dignidade desses seres humanos e de investir no futuro de uma população promissora e capaz", defende Mizarlea.

Segundo a vereadora, o objetivo deste Projeto de Lei é ajudar no acesso à informação, na conscientização, na prevenção e no combate às drogas, usando como veículo a exibição de vídeo educativo antidrogas nos shows musicais, teatros e de dança e em quaisquer eventos culturais com aglomeração de publico no município de Campo Maior.

Na Sessão do dia 03 de maio, a Vereadora Michelle Maroca apresentou Indicativo ao Legislativo da criação do Conselho Municipal de Combate às Drogas, no sentido de que existam políticas públicas capazes de minimizar problema tão grave que afeta Campo Maior.


Hanseníase: carreta para diagnóstico da doença estará em Campo Maior no período de 16 a 18 de maio



Em maio, a população piauiense recebe a Carreta Novartis da Saúde contra a hanseníase, iniciativa realizada em parceria com o projeto Roda-Hans do Ministério da Saúde e Secretaria Estadual da Saúde do Piauí. O programa itinerante promove acesso ao diagnóstico gratuito da hanseníase, além de capacitar profissionais da Atenção Primária (AP) para diagnosticar e tratar clinicamente os pacientes. A campanha tem ainda o intuito de conscientizar a população sobre os primeiros sinais e sintomas da doença

Com atuação há mais de 10 anos, a Carreta Novartis da Saúde contra a hanseníase já passou por cerca de 500 municípios (18 estados), realizou mais de 70 mil atendimentos gratuitos e é responsável por cerca de 25% de todos os diagnósticos realizados em todo país. 

Fonte: Hanseníase tem cura

terça-feira, 12 de abril de 2022

Pablo Yure realiza mais uma grande festa no Sábado de Aleluia


A maior festa do Sábado de Aleluia de Campo Maior, vai acontecer na AABB. A realização é do promoter de eventos Pablo Yure que este ano traz Álvaro Neto, Lagosta Bronzeada e Reno, o Poeta.

O evento será realizado na AABB por conta das fortes chuvas que vêm ocorrendo no município, e, para melhor conforto e segurança das pessoas.

Toda a infraestrutura será montada para garantir que todos possam se divertir com o melhor do Sábado de Aleluia.

Família Eugênio realiza mais uma "Festa do Boi"

Devan Eugênio e este blogueiro

A família Eugênio vai realizar no próximo Sábado de Aleluia mais uma tradicional "Festa do Boi". Esse ano a festa vai acontecer no Museu dos Heróis, próximo ao Posto São Luís.

A Festa do Boi, em sua VI edição é uma ação social da família Eugênio que contempla famílias de baixa renda com carne bovina.

Quem dizia que a festa era apenas um evento político, esse ano "morde a língua", já que mesmo sem obter o resultado satisfatório na eleição 2020, a família, passado o risco da pandemia, volta com força na realização do evento.

O Blog parabeniza a família, especialmente o Secretário de Turismo e Cultura de Campo Maior, o músico Devan Eugênio pelo evento que ajuda centenas de famílias com a famoso "mistura" para o dia após a guarda de comer carne.

A VI Festa do Boi trará também atrações musicais, como a Banda Raio Musical e muito aboio.

 

segunda-feira, 4 de abril de 2022

Deputados aprovam por unanimidade Moção de Repúdio ao prefeito Mão Santa

Deputados aprovam Moção de Repúdio ao Prefeito de Parnaíba 
Mão Santa

Com a presença de representantes das religiões de Matriz Africana, 17 deputados estaduais votaram e aprovaram Moção de Repúdio à fala do prefeito Mão Santa. A sessão aconteceu na manhã desta segunda-feira (04), no plenário da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI). 
O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, proferiu ataques intolerantes à governadora Regina Sousa enquanto ela era empossada chefe do Executivo na tarde do último dia 31 de março. As falas do político foram ditas durante live (transmissão ao vivo em rede social) e repercutiram negativamente nas redes sociais. 
“É uma avacalhação, aliás eles estão sendo, assumiu aí uma macumbeira. O povo tem o governo que merece, nós vamos ter a maior avacalhação, o povo tem o governo que merece”, proferiu o gestor. 
A Moção de Repúdio foi protocolada pelo petista Franzé Silva e subscrita pelos colegas de partido Nerinho, Fábio Novo, Flávio Nogueira Jr. e o emedebista Henrique Pires (MDB). Os opositores Marden Menezes e Gustavo Neiva, do Progressistas, tentaram atrapalhar deixando o plenário para que não houvesse quórum suficiente para a votação. Porém, a chegada dos parlamentares João Mádison, Pablo Santos e Severo Eulálio garantiu o pleito. 
"Devemos aprovar o documento não só porque Mão Santa atacou a governadora, que é a maior autoridade constituída do Estado do Piauí, mas também porque ele atacou uma mulher, uma negra, os movimentos sociais, desrespeitou as religiões. Se essa casa não tomar uma posição, isso seria um ato de conivência, por isso peço que meus pares votem, foi atacada a Governadora, as religiões, os negros, as mulheres e as idosas", defendeu Franzé Silva.
"Este documento sendo aprovado hoje na casa vai servir para que qualquer pessoa entenda que a gestão pública é para a diversidade. Por mais mulheres no poder, sim. Respeito à Regina Sousa, respeito às nossas religiões de Matriz Africana, que vieram pra cá quando esse país estava sendo colonizado. Esse povo tem história e merece ser respeitado", acrescentou Fábio Novo. 
Lideranças de matriz africana no Plenário da ALPI


As lideranças das comunidades de Matriz Afro que acompanharam a votação se mostraram contemplados com o resultado. "Fiquei feliz, me senti contemplado, tem que ser assim mesmo, é preciso que se repudiar esse tipo de comportamento, uma fala que vem arraigada de preconceito e misoginia. Esse é o nosso papel enquanto sociedade civil e pessoas de matriz afro. Precisamos lutar por dias melhores, sermos respeitados sempre. Respeitem o nosso axé, a nossa fé. É importante que esse representante do povo possa se retratar e que ele possa ser punido por lei, pois o que ele cometeu foi crime com essa fala abusiva", endossou o pai Eudes de Oxum, chefe espiritual da Tenda de Santa Luzia em Teresina. 
"Primeiro dizer o quanto esse fato demonstra como sofremos intolerância religiosa e o quanto precisamos trabalhar muito para desenvolver o nosso Estado, mas para além disso, trabalhar o combate à Intolerância Religiosa. O Piauí é o quarto Estado que mais violenta as comunidades tradicionais de Matriz Africana. A partir dessa fala [do Mão Santa] fica claro o quanto o Poder público e as autoridades devem trabalhar a sociedade com relação ao preconceito", finalizou o Pai Rondinele Santos, coordenador nacional da Articulação Nacional de Povos de Matriz Afro e Ameríndia (ANPMA).