domingo, 9 de dezembro de 2018

Quermesse da paróquia de Nossa Senhora de Fátima


MOMENTOS DE CONFRATERNIZAÇÃO DA COMUNIDADE. PARTICIPE!!!!!!!

Nós, professores, estamos preparados para a nova BNCC?

Na última terça-feira (4 dez), foi votada e aprovada a no Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio pelo CNE - Conselho Nacional de Educação. Muitos temas importantes para professores de Ensino Médio ficaram de fora, outras tantas, foram incluídas. 

Apesar das "discussões", "apreciações" e "votações" realizadas em todos os estados da Federação, nossa voz e nossas experiências não foram inseridas, vez que o projeto desta base já trazia tudo "mastigado", quase sem possibilidades de mudanças significativas - afinal, a educação sempre é feita por quem nunca entrou numa sala de aula, bem como foi professor de escola pública.

Precisamos estar preparados para os novos desafios. Somos não só mediadores, mas executores desses projetos de cima para baixo. Precisamos estar atentos às vontades políticas ou às ideologias do momento do poder.

Bem interessante matéria do Portal Nova Escola, que traz inserções que podem nos ajudar em um primeiro momento ter uma visão geral dos fatos que norteiam a base que teremos nas próximas décadas.

sábado, 8 de dezembro de 2018

Themístocles Filho dá 'chega pra lá' em senador e deputados da base aliada do governador

Foto Facebook - Dispositivo móvel
Em programa de rádio na capital piauiense, o Presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho falou pela primeira vez sobre sua reeleição para o Legislativo piauiense e deu um 'chega pra lá' nos que querem tirá-lo da presidência da Alepi.

Desde a eleição de 2015 que o Partido dos Trabalhadores quer desalojar o Deputado Themístocles. O deputado Fábio Novo, que à época encabeçou chapa de oposição, tinha como certa sua eleição à presidência do legislativo estadual - tenho inclusive monção de apoio da maioria - quando da véspera para o dia da eleição o atual presidente convence a todos de que sua eleição representava a independência daquele poder.

Agora, com o apoio do Progressistas do Senador Ciro Nogueira, o PT volta à tona com a sua intenção. Assis Carvalho que foi um crítico ferrenho de Ciro, corrobora a ideia do senador piauiense em apresentar o Deputado Júlio Arcoverde como candidato à presidência da Alepi.

Tido como homem de diálogo e de poucas entrevistas, dessa vez, em entrevista em emissoras de rádio, o presidente soltou o verbo e disse que  as eleições do dia 01 de fevereiro de 2019 não deveriam sofrer interferências externas de políticos fora da ALEPI. O parlamentar acredita que será reeleito, mesmo com nomes como Ciro Nogueira e Assis Carvalho indicando outros candidatos.

"Eu não acho justo que deputados federais e senadores se metam nas eleições da nossa Assembleia Estadual. Até mesmo o governador Wellington Dias não deveria", reclamou o presidente da ALEPI, fazendo crítica ao deputado federal Assis Carvalho (PT), senador Ciro Nogueira (Progressistas). 

Mesmo com a forte influência desses polítcos na eleição para a Presidência da ALEPI, Themístocles Filho está confiante. "Toda eleição é difícil, mas a gente tem de ter cautela. Deixa o ano acabar, o governador assumir. Ainda temos muito tempo para discutir as eleições", disse o deputado.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Regina desafia: “Se a vida de empresário é dura, que tal trocar com o trabalhador?

Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado
Acabar com a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) não foi suficiente.  Agora, para justificar uma provável nova proposta de “flexibilização” das leis trabalhistas, Jair Bolsonaro, em mais uma de suas frases de efeito, disse que “é difícil ser patrão no Brasil”. Revoltada, a senadora Regina Sousa (PT-PI) lançou um desafio a cada empresário ‘que sofre’ : “Quer trocar?”
Se ser empresário no Paísé difícil e se ninguém mais quer ser patrão, mesmo com os benefícios concedidos, imagine como é a vida do trabalhador, vítima, cada vez mais, do desemprego galopante, prosseguiu a senadora, em pronunciamento ao plenário nesta quarta-feira (05).
Regina lembrou que as dificuldades dos empresários, são compensadas com benesses como parcelamentos de dívidas via Refis “que perdoa 90% da multa, tira juros e divide a dívida em 20 anos”.
“Isso é que é vida dura”,reforçou, propondo a troca de funções por apenas um dia, para que então o empresário possa entender o que, de fato, é uma 'vida dura', concluiu.

domingo, 2 de dezembro de 2018

Será se os nossos magistrados não ficam envergonhados?


A carranca dos nossos magistrados é algo sem precedentes. Muitos se consideram semideuses e que estão acima do bem e do mal. A lei só para alguns, os simples mortais e aí, incluo-me como professor.
Essa matéria do UOL deveria ser um norte para os nossos "patriarcas da verdade".

Leia a matéria na íntegra. Vale à pena!!!!!!!


terça-feira, 27 de novembro de 2018

FUTURO MINISTRO DA EDUCAÇÃO DIZ QUE BOLSONARO PODE CENSURAR O ENEM

O chileno Vélez - próximo Ministro da Educação também é ligado à rede privada de ensino
O futuro ministro da Educação, o chileno Ricardo Vélez Rodríguez, afirmou nesta segunda (26), em Londrina (PR), que permitirá ao futuro presidente que conheça as provas do Enem previamente e as censure. "Se o presidente se interessar, ninguém vai impedir. Ótimo que o presidente se interesse pela qualidade das nossas provas", disse. Se a decisão for efetivada, além de submeter a prova à censura de Bolsonaro, o futuro ministro, na prática, irá acabar com o sigilo do Enem, abrindo a possibilidade a todo tipo de fraudes.

Vélez falou aos jornalistas em referência ao ataque de Bolsonaro ao Enem, em 10 de novembro, quando o presidente eleito disse que "vai tomar conhecimento da prova antes" da realização do Enem pelos estudantes, o que confronta critérios técnicos e de segurança do exame (leia aqui). A polêmica surgiu com uma questão da prova que tratava do "dialeto secreto" utilizado por gays e travestis.
A declaração de Vélez, ocorreu em um encontro oferecido pela direção da Faculdade Positivo, onde leciona, em que foi homenageado por colegas professores.
O futuro ministro Vélez também afirmou que a reforma do ensino médio iniciada depois do golpe de 2016 ficou incompleta e que o nome do Ministério da Educação deve sofrer mudanças —embora a reformulação completa da pasta, que deve abrigar outras como a da Cultura, ainda não esteja clara.
Ele sinalizou que o Ensino Médio será voltado para adestramento de mão de obra: "Em princípio [reforma do ensino médio], foi bem encaminhada mas ficou incompleta. O aluno tem que sair do segundo grau pronto para o mercado de trabalho. Nem todo mundo quer fazer uma universidade. É bobagem pensar na democratização da universidade, nem todo mundo gosta".
“O segundo grau teria como finalidade mostrar ao aluno que ele pode colocar em prática os conhecimentos e ganhar dinheiro com isso. Como os youtubers, ganham dinheiro sem enfrentar uma universidade”, disse Vélez -o Brasil terá um ministro da Educação que considera a educação menos relevante. 
Vélez fez eco Bolsonaro e ao futuro chanceler, Ernesto Araújo, em seus seguidos ataques ao "marxismo": “Não podemos ficar reféns de uma doutrinação de cunho marxista que terminou prevalecendo em muitas universidades. Precisamos abrir a mente e o espírito para a compreensão de outras formas de ensino e educação”. 
Crédito da matéria - Brasil 247

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Brasil é o primeiro em violência contra a mulher

BRASIL CONCENTROU 40% DOS FEMINICÍDIOS DA AMÉRICA LATINA EM 2017



Agência Brasil - A cada dez feminicídios cometidos em 23 países da América Latina e Caribe em 2017, quatro ocorreram no Brasil. Segundo informações da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), ao menos 2.795 mulheres foram assassinadas na região, no ano passado, em razão de sua identidade de gênero. Desse total, 1.133 foram registrados no Brasil. 
O levantamento também ranqueia os países a partir de um cálculo de proporção. Nessa perspectiva, quem lidera a lista é El Salvador, que apresenta uma taxa de 10,2 ocorrências a cada 100 mil mulheres, destacada pela Cepal como "sem paralelo" na comparação com o índice dos demais países da região. 
Em seguida aparecem Honduras (5,8), Guatemala (2,6) e República Dominicana (2,2) e, nas últimas posições, exibindo as melhores taxas, Panamá (0,9), Venezuela (0,8) - também com uma base de 2016, e Peru (0,7). Colômbia (0,6) e Chile (0,5) também apresentam índices baixos, mas têm uma peculiaridade, que é o fato de contabilizarem somente os casos de feminicídio perpetrado por parceiros ou ex-parceiros das vítimas, chamado de feminicídio íntimo.
Leia a matéria na íntegra AQUI

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Lideranças femininas debatem papel da mulher em tempos de ameaça aos direitos humanos


Enfrentar o medo, ser resistência, participar das decisões políticas, ocupar espaços, fazer parte do cenário político e das decisões de Estado. É isso que querem as mulheres.  É esse o caminho que defendem as lideranças femininas que participaram, na Comissão de Direitos Humanos do Senado (CDH), de audiência pública para debater a situação das mulheres na atual conjuntura.
“O Brasil vive um momento trágico. Um momento de morte lenta da democracia. Num momento como esses, quem morre primeiro são os direitos humanos”. A reflexão da ex-ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci, é o resumo do debate.
Menicucci destacou que vivemos um momento em que o medo de se manifestar e de se mobilizar cresce entra a população. Para a presidenta da CDH, senadora Regina Sousa (PT-PI), o medo precisa ser enfrentado. “A gente não pode se encolher, ou estaremos contribuindo, de alguma forma, com essa loucura que se instalou”, resumiu.
O medo, segundo as participantes do debate, paralisa. Impede o avanço.  Avanço como o que ocorreu no Piauí, onde, antes mesmo da aprovação da Lei do Feminicídio, já estava em funcionamento a primeira Delegacia do Brasil voltada a atender e elucidar assassinatos de meninas, mulheres, travestis e transexuais. A subsecretária de segurança pública do estado Eugênia Nogueira do Rego Monteiro Villa falou da importância de dar respostas à violência contra as mulheres.
Eugênia também falou da Central de Flagrantes Metropolitana de Gênero, que atende 24 horas por dia em Teresina, onde o crime mais comum é a ameaça e onde o olho sobre a realidade local é o que define a forma de atuação.
Maria José da Silva, secretária da Mulher e dos Direitos Humanos de Alagoas disse que quem luta por direitos humanos precisa resistir às ameaças que se delineiam. Segundo ela, para isso é necessário que se conheça o Texto Constitucional. “Temos a obrigação de cuidar dos povos tradicionais”, disse ela, referindo-se a indígenas e quilombolas.
Guerreiras
Representante dos povos ciganos, Elisa Costa, da Associação Internacional Maylê Sara Kalí também falou de resistência.
Primeira mulher indígena do País a ser eleita para um cargo de deputada no País, a advogada Joênia Batista de Carvalho, ou Joênia Wapichana (Rede/RR), como prefere ser chamada, sempre esteve identificada com as causas dos povos indígenas. “Eu, que já fui impedida de entrar no Congresso, tenho a missão de levar a voz das mulheres indígenas para a Câmara”, disse.
Ainda falando em medo, a deputada eleita disse que é preciso trazer mais mulheres para os espaços políticos. “A gente precisa criar mais mulheres guerreiras. Nós temos esse papel”, resumiu.
No encerramento, Eleonora Menicucci, a mesma que falou em momento trágico no início do encontro, falou de esperança. “Esperança do verbo esperançar, não do esperar”, brincou.  Para a ex-ministra, cabe às mulheres que lutam ou já lutaram, seguir na mesma missão. Ou, como ela disse, “ não podemos olhar a banda passar; precisamos fazer parte da banda, tocar a banda, porque não existe democracia sem direitos humanos; porque sem direitos humanos, o que há é estado de exceção”.
Foto: Felipe Nagô

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

JÁ NÃO ERA SEM TEMPO


As Audiências Públicas é um mecanismo que ajuda na construção das necessidades da cidadania. Participar é uma forma de estamos externando nossas preocupações.

Vamos participar.





Mais um interessante trabalho na área de leitura

Foto: Crédito Portal Surgiu.com.br
O professor de língua portuguesa da rede municipal de Educação, Rosielson Soares de Sousa, juntamente com os alunos-pesquisadores Carlos Daniel Sousa de Oliveira, Geraldo Sousa de Oliveira Neto, Monnik Vieira de Carvalho e Vitor Hugo Vieira Ramalho, apresentam nesta sexta-feira, 9, o trabalho O Camponês e o Texto de Campanha Sanitária: (Des)Aplicações da Linguagem Científica, durante o V Seminário de Pesquisa em Educação, Pobreza e Desigualdade Social promovido pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus de Palmas, a partir das 15 horas.
O trabalho tem como importante diferencial pedagógico a participação dos alunos do 7º ano da Escola de Tempo Integral Luiz Nunes de Oliveira, localizada em Buritirana, e apresenta os resultados de uma pesquisa científica em linguagem realizada de maio a outubro de 2018 no projeto de assentamento (PA) Entre Rios. A construção didático-pedagógica aconteceu por meio de reuniões dos pesquisadores (professor e alunos) para estudos teóricos e pesquisa de campo.
Leia a matéria na Íntegra

domingo, 11 de novembro de 2018

Quem é o pai desta criança?

AVISO DE LICITAÇÃO
TOMADA DE PREÇOS Nº. 048/2018
PROCESSO Nº. 139/2018
O ESTADO DO PIAUI, através da Coordenadoria de Desenvolvimento Social e Lazer-CDSOL/PI dá ciência a todos os interessados que realizará a abertura de licitação na modalidade Tomada de Preços regida pela Lei Federal nº. 8.666/93 e suas alterações, conforme discriminação a seguir. OBJETO:contratação de empresa para execução dos serviços de 4.202 m² de Pavimentação em paralelepípedo nas Ruas Projetadas 1, 2, 3 e 4 do Povoado Jatobazinho, nas ruas Santa Maria e Projetada 06, zona urbana do Município de Jatobá do Piauí-PI. ABERTURA DAS PROPOSTAS : 27/11/2018 às 11:00. TIPO : MENOR PREÇO. REGIME: EMPREITADA POR PREÇO UNITÁRIO. FONTE DE RECURSO : 00. VALOR ESTIMADO:R$ 481.064,87. Local : Rua David Caldas, nº. 134, 3º andar, Centro. Aquisição do edital e acesso a todas as informações na Rua David Caldas, nº. 134, 3º andar, Centro, e-mail:cplcdsol@gmail.com, devendo o licitante fornecer cd-r ou pendrive onde será gravado o edital e seus anexos.
CAROLINE LACERDA MARQUES
Presidente da Comissão de Licitação
SIMONE PEREIRA DE FARIAS ARAÚJO
Coordenadora de Desenvolvimento Social e Lazer do Estado do Piauí

Professora boa de leitura é premiada pelo MEC

Tâmara - Foto Facebook

Fico feliz quando vejo o Piauí sendo destaque nacional. Quando o destaque é para um professor, fico mais feliz ainda. Mesmo maltratados pelo governo, muitos colegas não baixam a cabeça e sonham com uma educação ideal e fazem as coisas acontecerem.

A professora de Língua Portuguesa do Instituto Federal de Picos (IFPI), Tâmara Milhomem, ficou em segundo lugar no concurso Ideias inovadoras em educação e trabalho, promovido pelo Ministério da Educação (MEC), com o projeto O clube de leitura na biblioteca “viva”. Ele trata de conexões entre a realidade aumentada e a literatura clássica
Nove países foram que falam a Língua Portuguesa foram envolvidos pelo MEC nesse concurso com o objetivo de incentivar a geração de ideias, a criatividade e a inovação na educação profissional, além de compartilhar esses conhecimentos entre lusófonos.
Segundo Tamara, o projeto clube de leitura na biblioteca “viva” surgiu inicialmente com a iniciativa de “clubinho do livro”. “Em 2011, um colega reclamou que os alunos apresentavam dificuldade de interpretação, a partir daí tivemos a ideia de um clube do livro, onde leiamos um livro por mês com a turma”, explicou.
A evolução do pequeno clubinho do livro para o projeto que foi premiado no concurso internacional do MEC aconteceu quando a professora passou para o doutorado em Linguística Aplicada na Universidade Federal de Mina Gerais (UFMG). ” Durante esse período, conheci a tecnologia de realidade aumentada e decidi aliar esse recurso a um projeto já implantado por mim no IFPI, o ‘clube de leitura'”, afirmou Tâmara.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Pastor ex-gay é contra sindicato de homossexuais. Intolerância, loucura ou NA?




Dizendo-se que já foi gay, o pastor e deputado estadual Sargento Isidoro do PSC, "cutucou onça com vara curta". A cantora Daniela Mercury rasgou o verbo e apresentou queixa na polícia contra o pastor.

"Puta, endemoniada, louca", foram os adjetivos que o deputado-pastor-policial usou em um vídeo contra Daniela. O parlamentar divino teria se irritado com a cantora que teria afirmado ser Jesus gay. O deputado afirma que a cantora está com "problema de psiquiatra" e desrespeita os símbolos sagrados ao dizer que Jesus é gay, fazendo "sindicato da viadagem".

O controverso político não poupou adjetivos contra Mercury. Em um vídeo de um pouco mais de três minutos, Isidório "mete a lenha" num ataque "celestial". O ataque teria sido motivado pelas críticas feitas por Daniela Mercury dias antes pelo cancelamento, pelo governo de Pernambuco, da apresentação da peça "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu", no Festival de Inverno de Garanhuns, onde Jesus seria interpretado por uma atriz transexual. Em show no mesmo evento, em 21 de julho, ela classificou a decisão de censura e "ignorância absurda".

A cantora nega ainda que tenha dito que Jesus é gay e alega que foram feitas montagens com o vídeo de suas críticas para forjar a comparação. "Não era uma manifestação religiosa e sim uma fala indignada contra a censura artística de uma peça teatral."
O advogado criminalista Ricardo Sidi, que representa a cantora, apresentou a queixa no último dia 1º, na 1ª Vara do Sistema dos Juizados Especiais Criminais do Fórum de Nazaré, na Bahia. O documento alega injúria com causa de aumento de pena por ter sido praticada na internet, o que leva a atingir mais pessoas.
Segundo Daniela, o vídeo repercutiu nas redes sociais do pastor e de apoiadores dele, além de canais do YouTube. "Hoje, mais de 3 meses depois da divulgação, ainda sou agredida diariamente pela situação que ele criou. As pessoas não vão procurar a verdade. Acreditam no que chega no WhatsApp delas. E o que chegou e se propagou foi a fala do deputado porque foi produzida para tal fim."

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Você acha que a população é responsável pela limpeza pública?

Foto: ASCOM/PMCM

"Prefeitura de Campo Maior precisa dos esforços de todos para manter a cidade limpa"

O site da Prefeitura de Campo Maior, traz publicação pedindo ajuda à população para manter a cidade limpa. Você concorda com esse pedido? Ele é justo? Deixar a cidade limpa é uma obrigação de todos?

Segundo a Prefeitura, a semana é para se refletir sobre a questão do lixo. "Usando o velho jargão, bastante conhecido, e de autor desconhecido, o de que "Cidade Limpa Povo Educado", vale a pena refletirmos esta semana sobre a limpeza pública intensificada nas ruas da cidade pela Prefeitura de Campo Maior nos quase 20 bairros, que abrigam os 33.524 mil habitantes, que residem na área urbana, segundo o último Censo do IBGE - em 2010, e revisado constantemente, para novas adequações".

É muito comum ouvirmos nas rodas de conversas que a cidade está suja, que tem muito lixo nas ruas. Mesmo com a coleta do lixo, "a Prefeitura tem honrado o fiel calendário de passar duas vezes - em dias alternados, de casa em casa, utilizando um transporte público - para recolher o lixo doméstico, na esperança de deixar os domicílios livres de entulhos que possam atrair insetos, desencadeadores de doenças, quando a sujeira é lançada nas proximidades, dos imóveis". Então, o lixo colocado em várias esquinas da cidade é, ainda, a nossa falta de consciência ecológica e de civismo e respeito pelos outros.

Parece às vezes até engraçado ler matéria solicitando da população mais respeito para com o próximo. "Uns cuidam, zelam, acondicionam o lixo de forma adequada, aguardando os transportes recolher de casa em casa, enquanto outros saem jogando por onde passam, na porta da própria casa, tanto na frente das residências como no fundo, além das laterais de terrenos, como também nas proximidades das casas de vizinhos". Não é brincadeira da Prefeitura, não. Está lá no site.

E agora? Será se somos responsáveis pela limpeza pública ou devemos deixar apenas à cargo da Prefeitura?

Confira a matéria na íntegra AQUI


Medicamento para emagrecer mata jovem no Piauí

Foto:PortalR7
Uma jovem identificada como Luana Raquel Eufrásio, de 23 anos de idade, morreu na noite desse domingo (04), após passar mal em São João da Varjota.
Ela chegou à UPA de Oeiras em estado grave, sendo imediatamente atendida. Luana teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.
De acordo com informações de familiares e amigos, Luana há alguns dias vinha fazendo uso do medicamento Redufite, que foi comprado pela internet usado para emagrecer.

Crédito: Portal R7.com

domingo, 4 de novembro de 2018

FAKE - ENEM 2018


Circula nas redes sociais uma imagem falsa, simulando uma notícia do G1, informando que as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 foram canceladas após suspeitas de fraudes na região Norte e Nordeste. A imagem é #FAKE

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) confirma a aplicação do Exame em todas as unidades da federação neste e no próximo domingo, 4 e 11 de novembro. Apenas os portais e redes sociais do Ministério da Educação e do Inep são fontes oficiais de informações sobre o Enem.

Crédito: Extra Digital

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Arena de Esporte é entregue em Campo Maior


A Prefeitura de Campo Maior entregou, no final de semana passado, mais uma praça de esportes na cidade. A Arena de Futebol Society São João, ‘Antônio Fateiro’, foi entregue durante a final do Torneio Integração pelo prefeito Professor Ribinha. 

A partida final do Torneio Integração foi vencida pela equipe do 13 de Junho, que derrotou o time dos Meninos da Arena. O prefeito Professor Ribinha lembra que a Arena São João é mais uma ação desenvolvida com recursos próprios do município.

“Fizemos aqui uma parceria com a comunidade e está entregue para a população mais uma praça de futebol em Campo Maior, que vai ganhar iluminação e arquibancadas”, garante o prefeito.

Segundo a Prefeitura de Campo Maior, a Arena São João vai ser palco de competições do esporte amador de Campo Maior, já que são quase 35 ações no setor.


segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Professores de Campo Maior ganham festa da Prefeitura

Prefeito Ribinha cumprimenta professores
Em animada festa, a Prefeitura de Campo Maior prestou homenagem aos professores da rede municipal de ensino e aos servidores pela passagem do dia das categorias. O evento foi realizado na quadra do Patronato Nossa Senhora de Lurdes e contou com um coquetel e show com o humorista Amauri Jucá. Um grande número de educadores e servidores estiveram presentes, bem como membros da diretoria do SINDSERM.

O prefeito Professor Ribinha agradeceu aos "professores que se dedicam à educação de mais de 9 mil educandos, rendendo várias premiações à rede municipal de ensino graças a esse empenho. Quando estamos juntos, celebrando o nosso trabalho e nossas conquistas, geramos energia positiva para dar continuidade às nossas atribuições com mais garra, mais coragem e mais alegria!", destacou o prefeito.
"Reconhecemos a importância que cada servidor tem nos diferentes papéis que desempenham no âmbito da nossa gestão. Reconhecemos, ainda, que o nosso sucesso depende de cada uma das partes que compõe o todo. Somos uma equipe. Temos muito orgulho de liderar  essa equipe de excelência. Gratidão é o que nos define, após ter cumprido o honroso dever de homenagear os profissionais da educação pela passagem destas importantes datas" ,disse a secretária.

sábado, 27 de outubro de 2018

Prefeitura e SAAE entregam novo caminhão para frota da autarquia


Para otimizar as operações e manutenção do sistema de água do município de Campo Maior, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) adquiriu com recursos próprios um caminhão 0 km “Dally Truck” 7 ton – 70 C 17 – Marca IVECO. O transporte será entregue à coletividade, pelo prefeito Ribinha e o diretor do SAAE João Lima, na quarta-feira (31/10) às 08 horas, na praça da Prefeitura. 

Com a finalidade de atender a demanda e proporcionar maior comodidade no trabalho dos servidores, a direção da autarquia investiu cerca de R$ 189 mil com o transporte e em equipamentos, que possibilita melhores condições de trabalho e ao atendimento prestado à população.

O SAAE de Campo Maior possui em sua frota: 01 Toyota Bandeirante, 01 Caminhonete S-10, 01 pálio sedan e agora caminhão cabine dupla, adquiridos com recursos próprios nos últimos 06 anos, além da frota locação um caminhão toco, mini caminhão HR e utilitário saveiro, todos esses veículos garantem os serviços prestados pela Autarquia à municipalidade.

Fonte: SAAE/ASCOM

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

ENEM 2018: Estudantes participam do "Corujão da Vitória"

Estudantes da rede pública de Campo se preparam para o ENEM 2018

A quadra de esporte do Patronato Nossa Senhora de Lourdes ficou lotada de estudantes da rede pública de ensino, na noite da última quinta-feira (18 de out), para a revisão do Enem 2018, promovido pela Secretara de Estado da Educação. Foram mais de 10 horas de aulas, pois as mesmas só foram encerradas quando passava das seis da manhã dessa sexta-feira (19 out).
Prefeito Professor Ribinha

Campo Maior foi a primeira cidade do interior do Estado a receber a equipe da Secretaria de Educação, liderada pelo professor Wellington  Soares. “Foi um sucesso total. Começamos as 20 horas de quinta e só encerrou às 6 horas da manhã, com café  da manhã”, informou a professora Lucimary Barros.


Lucimary revela que além de alunos de Campo Maior, também participaram estudantes de Juazeiro do Piauí e Boqueirão do Piauí. “Também recebemos alunos da zona rural de Campo Maior, como as comunidades Santa Alice, Corredores e Água Fria”, detalha a professora.

O Prefeito Professor Ribinha esteve no local da revisão e falou do entusiasmo que sente, como professor, em ver quantos estudantes campo-maiorenses "estão se esforçando para ingressarem em uma Universidade Pública. Isso é motivo para nos orgulharmos e empreendermos todos os esforços para garantirmos uma boa base para nossos estudantes, por isso temos investido muito em educação".

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Variação Linguística pode ser o tema da Redação do Enem 2018

A menos de um mês para o ENEM 2018, é grande a expectativa quanto ao tema da Redação. "Pesadelo" para muitos estudantes que aguardam ansiosos essa "prova de fogo".

Treinos diários, leitura de revistas, jornais, artigos, e muito telejornal, podem ajudar no incremento de uma das partes mais importantes da redação: os argumentos que devem ser desenvolvidos na sustentação da tese.

Muitas são as opiniões quanto ao tema. Cyberbullying e bullying nas escolas brasileiras, aumento das DST's, situação da população de rua, fake news, obesidade, esporte como inclusão social, maternidade precoce... são várias as apostas relacionadas em centenas de sites especializados quanto ao que poderá ser o escolhido dos elaboradores.

Os assuntos mais debatidos ao longo do ano, sem dúvida, são boas apostas, mas agora surgiu uma nova possibilidade aos olhos dos internautas: pistas que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) estaria deixando em seu perfil no Instagram.

As publicações abordam claramente a questão da variação linguística – os usos e pronúncias do português em cada região do Brasil, bem como diferenças geracionais, uso de gírias, etc. Mesmo que tais usos sejam considerados fora do português padrão, exercem uma função essencial na linguagem, especialmente na fala. É importante que o estudante saiba diferenciar esses usos na comparação com a gramática formal e também reconheça o papel da variação linguística para a constituição da cultura brasileira.  

Nesses dias de acirramento de sentimentos não tão nobres e das várias manifestações de preconceitos étnico, racial religioso, de gênero e tantos outros, o preconceito linguístico pode ser um esteio fácil de se desenvolver. Carlos Bagno pode ser uma boa pedida para sustentar tal argumento, inclusive o mito de que "português é muito difícil".

domingo, 14 de outubro de 2018

PM apreende menores após assalto com arma de fogo

Foto: 15 BPM - Campo Maior

Na tarde deste sábado, (13/10) uma mulher entrou em contato com a Polícia Militar e informou que dois indivíduos haviam roubado sua moto, bem como sua bolsa, nas proximidades da rodoviária de Campo Maior.

"De posse das características da moto e dos suspeitos, de imediato a equipe da Força Tática intensificou rondas nas proximidades do local onde ocorreu o crime, e momentos depois, o suposto veículo foi localizado", informou o Comando do Batalhão.
Diante da desobediência da ordem de parada, os policiais iniciaram um acompanhamento tático, com sinais visuais e sonoros, que foram ignorados pelos suspeitos. Nas proximidades do lixão, os menores foram interceptados e a equipe conseguiu apreender os mesmos e a arma de fogo utilizada na prática do crime. 
A PM recuperou, ainda, a moto e os pertences da vítima que haviam sido subtraídos durante o assalto.
Nos últimos meses tem sido frequente assaltos onde menores estão envolvidos.

Na noite da última sexata-feira (12), a PM prendeu no bairro Flores, o foragido da Major César, conhecido como "Tuíca", que será recambiado ao sistema prisional nas próximas horas.

Fonte: Facebook 15 BPM

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

PIAUÍ PASSA VERGONHA NO ENADE 2017: APENAS 3 CURSOS RECEBERAM NOTA MÁXIMA

É lamentável a situação dos mais de 179 cursos superiores do Piauí: apenas Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil, ambos da Universidade Federal do Piauí (UFPI), e Pedagogia da Uespi conseguiram obter a nota 5 no ENADE 2017. Os dados constam da relação divulgada pelo INEP no último dia 09 de outubro.

O resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de 2017 revela que 46 cursos da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) ficaram com notas abaixo da média no Conceito Enade.

A avaliação classifica os cursos com notas que variam de 1 a 5. Os cursos que obtém notas acima de três são considerados com bom desempenho. Já os cursos com notas abaixo de três são considerados de baixa eficiência. Na Universidade Estadual do Piauí, 46 cursos estão nesta última classificação. 

De acordo com o resultado do exame, treze cursos tiraram a nota mínima. São eles: Ciência da Computação (bacharelado) em Floriano, Ciências biológicas (licenciatura) e José de Freitas, Educação física (licenciatura) em São Raimundo Nonato, Geografia (bacharelado) Corrente, Geografia (licenciatura) em Uruçuí, Letras – inglês em Barras, Letras-português (licenciatura) em Bom Jesus, Letras-português e Espanhol (licenciatura) em Amarante, Letras-português e espanhol (licenciatura) em Bom Jesus, Matemática (licenciatura) em Canto do Buriti, Matemática (licenciatura) em Corrente, Matemática (licenciatura) em Oeiras e Pedagogia (licenciatura) em Valença do Piauí. 

O Instituto Federal de Educação e Tecnologia (IFPI) também teve cursos que receberam nota 4 na avaliação, como o de Licenciatura em Quimica. Os cursos de Licenciatura em Ciencias Biológicas e Pedagogia, ambos da UFPI, receberam nota 4 no Enade.

A avaliação é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação. De acordo com a legislação, devem ser inscritos no Exame os estudantes dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, dos cursos avaliados na edição.  Em 2017 foram inscritos 537.360 estudantes, sendo 422.746 da modalidade presencial e 114.614 da modalidade de Educação a Distância (EAD) em todo o país. 

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Suicídio: precisamos conversar sobre o tema


Ao longo dos últimos dois anos, a Prefeitura de Campo Maior vem desenvolvendo um forte trabalho de prevenção do suicídio.

O município aparece nas estatísticas do Piauí com um elevado número de casos, fator que preocupa as autoridades municipais e mobiliza toda a sociedade.
  
Um  das campanhas mais intensas ocorre no mês de setembro, mês escolhido para campanhas a nível nacional para discussão do assunto.

O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção.

Amanhã, 12 de setembro,  a Prefeitura de Campo Maior, com a articulação pessoal da Secretária Municipal de Assistência Social, Nilzana Gomes, realizará mais um ciclo de debates sobre o suicídio, com a palestra "Todos pela Vida", a partir das 19 horas no auditório da Câmara Municipal. 


A palestra com Layone Holanda, psicóloga clínica, mestranda em saúde da família e especialista em Terapia Cognitiva Comportamental e Analista do Comportamento, tem uma vasta experiência no tema.

Para a Secretária Nilzana Gomes, "é importante que toda a sociedade, independentemente de sua condição social ou cultural, compareça à palestra, para que assim possamos estar engajados nesse problema que afeta a todos nós, direta ou indiretamente".


terça-feira, 10 de julho de 2018

Escola da Fé, estímulo aos cristãos católicos

A Paróquia de São José, de Altos-PI, realizou na último sábado, dia 7 de julho, no Salão Paroquial, a primeira aula da Escola da Fé “São José”, um curso de extensão com certificação pelo ICESPI – Instituto Católico de Estudos Superiores do Piauí, que tem como objetivo: Oferecer à comunidade eclesial um aprofundamento pessoal e comunitário da experiência de Jesus, aprofundar a espiritualidade missionária, transmitir a Doutrina de Fé da Igreja, oferecer respostas às questões de fé com um aprofundamento bíblico e formar agentes de pastoral mais capacitados na execução de suas tarefas eclesiais.
O curso teve início com a aula inaugural no dia 4 de julho de 2018, contando com a participação de Dom Francisco (Bispo de Campo Maior) e do Padre Jonilson (Diretor Espiritual do ICESPI. A Escola da Fé possui cerca de 40 alunos das paróquias de Altos, Alto Longá, Beneditinos e Capitão de Campos. As aulas serão ministradas em sábados alternados, das 18 às 22h, perfazendo um total de 5ha a cada encontro, com previsão de término para abril de 2021, tendo a carga horária de 330 horas/aula.
Segundo o pároco da Igreja de São José, Padre Claudinei Pereira, a Escola da Fé “São José” irá oferecer um fortalecimento cientifico (Teológico, bíblico e pastoral) e também irá ajudar na caminhada espiritual dos nossos agentes de pastoral: “Como pastores, sabemos a missão de formar nosso povo para que possamos ainda mais zelar um tesouro que a Igreja guarda em seu coração: o conhecimento. Muito já foi feito em nossa comunidade, vamos agora dar um passo significativo na formação do nosso povo.”

O curso será ministrado em três módulos:
Módulo I – Ciclo bíblico (Introdução à Teologia, Pentateuco, Livros Históricos, Livros Proféticos, Sapienciais, Sinóticos e Atos, Literatura Joanina, Cartas Paulinas) -  nove disciplinas; 135ha
Módulo II – Ciclo (Cristologia, Escatologia, Antropologia Teológica, Mariologia, Liturgia e Sacramentos) - seis disciplinas; 80ha
Módulo III – Ciclo pastoral (Direito Canônico, Pastoral, Catequese de Iniciação a Vida Cristã, Missiologia, Doutrina Social da Igreja, Moral Cristã e Comunicação – oito disciplinas; 115ha

Informações e fotos: PASCOM/Diocese de Campo Maior

segunda-feira, 2 de julho de 2018

IPTU PREMIADO

PARTICIPE

Câmara de Vereadores sediará Capacitação em turismo


Na próxima quarta-feira (04/07) a Câmara de Vereadores de Campo Maior sedia curso de capacitação para profissionais ou pessoas que desejem conhecer melhor a área de turismo. 



O evento é uma parceria da Câmara de Campo Maior e a Secretaria de Estado da Cultura, tendo como objetivo, através de palestras e oficinas, motivar a maior participação de empresários, professores, órgãos públicos e estudantes na discussão do potencial turístico de Campo Maior.

A ausência de políticas públicas intensivas para o desenvolvimento turístico, mesmo com a criação da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, ainda é muito acanhada, percebendo-se,aí, uma perda de recursos.

A entrada é gratuita e aberta aos que queiram participar.

domingo, 1 de julho de 2018

REGINA SOUSA PASSA PITO NO MINISTRO DO TURISMO

Senadora Regina Sousa
Foto: CDH/Ass. Comunicação

A senadora Regina Sousa (PT-PI) criticou as declarações do Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que minimizou o assédio de brasileiros a jovens russas durante a Copa do Mundo da Rússia. Em pronunciamentos na Comissão de Direitos Humanos (CDH) e na tribuna do Senado, a parlamentar disse que o ministro perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado quando disse que não era necessária tamanha polêmica porque “não morreu ninguém” e porque o episódio envolvia apenas cinco brasileiros, que estavam "passando vergonha".
“Nós não estamos preocupados com as cinco pessoas não, ministro! Essas cinco pessoas não estão passando vergonha não. Porque eles não têm vergonha, eles são sem-vergonha”, insistiu a parlamentar.

Ela lembrou que o desrespeito atingiu 52% da população brasileira – parcela feminina da população - que se sente ofendida pelas grosserias. E enfatizou que violência não é apenas uma questão física. “A violência verbal às vezes dói mais na alma da gente do que a violência física”, ensinou.

“O senhor está na Rússia para promover o turismo brasileiro, e diz isso? Está convidando os russos e outros turistas estrangeiros a assediar mulheres? “, questionou, dirigindo-se diretamente a Lummertz. Para Regina, o ministro deveria pedir desculpas às mulheres brasileiras, pois foi extremamente machista. “Em qualquer outro governo, um ministro que dissesse isso amanheceria demitido. Mas ele está na Rússia divulgando o Brasil”, estranhou.

Regina Sousa explicou ao titular da Pasta do Turismo que feminicídio é um drama no Brasil. E que começa exatamente com assédio, xingamento e deboche. "E depois, evolui para empurrão, uma queda da escada, um escorregão no banheiro até que chega à morte", prosseguiu.

Defensora dos direitos das mulheres, a parlamentar piauiense disse que fica constrangida com o comportamento sexista do ministro. “Como a gente vai trabalhar, como a gente vai combater a violência, como a gente vai ter condição de continuar fazendo a defesa da mulher, o combate à violência, se os estímulos que a gente recebe da autoridade são esses?”, perguntou.

domingo, 27 de maio de 2018

Aluna é obrigada a pedir desculpas a prefeito após reclamar da merenda escolar


A cada dia surge a necessidade do enfrentamento às ideias que não se deve discutir política em sala de aula. Exemplos de enfurecimento contra estudantes que reclamam de certas condições das centenas de escolas públicas, escondidas nesses rincões piauienses, onda ainda prevalece a "lei da mordaça",  demonstram a responsabilidade do educador em estimular a cidadania política dos estudantes, independentemente da rede de ensino ou da série em que ele estuda.

Um estudante piauiense fez um vídeo para o projeto O Brasil Que Eu Quero, da Rede Globo, denunciando a qualidade da merenda escolar servida na escola municipal onde estuda em Uruçuí. Identificando-se apenas como Maria Clara e como moradora do bairro Fogoso, ela diz que o Brasil que quer é um em que “o lanche da escola deixe der pão seco com suco e passe a ser cachorro quente”.
Incontinente, dado a repercussão do vídeo, presume-se que os "politiqueiros de plantão", sem pelo menos buscar as informações verdadeiras na escola denunciada (muitas vezes o problema é na gestão da escola e não do município), foi obrigar a estudante a desmentir o que havia postado.
Maria Clara inicia o segundo vídeo dizendo: “Eu queria pedir desculpas à secretária Reisimar, da secretaria de Uruçuí, que eu sei que ela viu meu vídeo, anterior reclamando sobre a merenda da escola. Queria pedir desculpa para a coordenadora, para a secretária”. Em seguida, ela busca justificar sua denúncia: “Agi por impulso, por brincadeira e não sabia que podia ir tão além, igual foi a coisa, não sabia que podia ter essa confusão toda”, afirma.
Veja os vídeos e compreenda a jogada.