domingo, 26 de agosto de 2012

A família Bona e a Política Campo-maiorense - Por CELSON CHAVES


Este texto não foi escrito na intenção de bajular, muito menos de denegrir a imagem da família Bona. Estamos em ano eleitoral, e como historiador, não poderia deixar de trazer um fato um tanto curioso da política campo-maiorense.
Há consenso entre muitos campo-maiorenses que a família mais importante de Campo Maior é a Castelo Branco, não só pelo fato de Francisco da Cunha Castelo Branco ter sido o fundador da cidade, como acredita alguns, mas pela força econômica e política que o clã representa na região.
No entanto, há que ser revisto a participação/contribuição das famílias na vida social, cultural, econômica e, sobretudo, política de Campo Maior, por exemplo, se formos comparar a representatividade política no executivo e legislativo municipal, os Bonas foram mais influentes do que os Castelos Brancos.
Se sequenciarmos a lista de ex-prefeitos, só a família Bona teve sete representantes: Ovídio, Waldeck, Dácio, Humberto, Marco, Delsuíta e Raimundo, sem falar que destes, uns já foram prefeitos, vice-prefeitos e vereadores por dois mandatos. Juntos, os Bonas governaram por mais de 20 anos. Os Castelos Brancos tiveram apenas Oscar Filho.
Neste ano de eleição municipal, a família apresenta mais um nome: Zé Bona, filho de Raimundo Nonato Bona. Os campo-maiorenses irão decidir se querem ou não que essa tradição política do clã Bona continue na política local.

Prof. E Historiador CELSON CHAVES

Um comentário:

Anônimo disse...

Só lembrar,Raimundo Nonato Bona, foi tambem deputado estadual, e elegeu varias lideranças em Campo Maior e nos municipios desmenbrados de Campo Maior , como jatobá,buqueirão do Piaui e varias outras...